1.10.07

um post feio e nojento

hoje numa aula de literatura brasileira, um senhor, perdão, um aluno na casa dos sessenta anos, sentado na última fila, escarrou (a situação exige a rudeza do termo) nada mais nada menos do que cinco vezes. eu não estava na última fila e tive vergonha (agora à distância, parece-me que não era eu quem tinha motivos para ter vergonha) de olhar para trás, por isso não sei para onde escarrou esse senhor, perdão, esse aluno. imaginando (estou a ser optimista) que o tal aluno escarrou para um lenço, aberto na mão, é caso para dizer que foi uma mão cheia de escarros.

1 comentário:

Ente lectual disse...

Talvez o senhor, perdão, aluno tenha guardado os ditos molusculos no devido frasquinho, daqueles como a gente lá tem para guardar especiarias e outros requintes.

(um gajo sente-se mal se comentar aqui sem uma piadola)